• Marcelo Camargo

Auditoria das declarações. Sua empresa faz?



Olá, sou Marcelo Camargo, contador, economista e sócio da JCOM Contabilidade. Hoje quero falar com vocês sobre obrigações acessórias.

Nos últimos anos o fisco tem criado diversas obrigações assessórias e os contribuintes precisam se desdobrar para conseguir atender todas as exigências legais. É uma infinidade de siglas que tirar a dor de cabeça das empresas: SPED, GIA, EFD, ECD, ECF, DCTF, DASN, DECLAN, DUB, DSTDA, entre outros.

O custo para manter todas as obrigações em dia é altíssimo e a dedicação de horas para a execução de tarefas é incontável. Certa vez brinquei com um amigo que os escritórios contábeis deveriam ser isentos de impostos, pois estamos praticamente à trabalho do fisco, levantando informações, processando e entregando formulários.

Mas e depois que entregamos o formulário, o que acontece? Claro que a melhor resposta seria dizer que depois de entregar o formulário estamos satisfeitos com a missão cumprida, pois enfim estamos em dia com o fisco. Mas é isso mesmo?

Pois eu entendo que depois que entregamos o formulário começam os problemas: Erros e omissões, inconsistências com outras declarações, entrega fora do prazo, etc. Diversos são os motivos que o fisco usa para autuar os contribuintes depois que as obrigações foram entregues.

Veja, um exemplo: É comum, o fisco estadual do Rio de Janeiro, comparar as informações prestadas em GIA (Declaração mensal de movimentação par ao ICMS) com a notas fiscais emitidas e com a relação de recebimento via cartão de crédito enviado pelas operadoras. E, se existir divergência, envia a notificação! Isso já aconteceu com a sua empresa? Existe na sua empresa uma conciliação entre as três pontas dessa informação? Senão, fique atento, você pode ser notificado a qualquer instante!

Por isso se faz necessário que as empresas, por mais pequenas que sejam, tenham um processo de contabilização e geração das informações ao fisco muito bem elaborado, para que não tenham surpresas indesejadas. E esse processo passa por auditoria das declarações e cruzamento entre elas, para que os possíveis erros, omissões e diferenças nas informações prestadas nas diversas declarações sejam identificadas e resolvidas. Dessa forma é possível conhecer uma inconsistência antes mesmo de entregar a declaração ao fisco.

Por isso, diversos softwares especializados nessa rotina surgiram nos últimos anos e tem cada vez mais se aprimorado. Nós na JCOM usamos o e-auditor (http://www.e-auditoria.com.br), para validar as declarações de nossos clientes antes de enviá-las. Dessa forma conseguimos reduzir nossos erros e proporcionar um serviço de maior segurança à nossos clientes.

Tenha mais segurança em suas operações. Conheça nosso site: www.jcomcontabilidade.com e saiba como podemos te ajudar.


2 visualizações

Rua.Senador Dantas, 20 -  sala 904

Centro - Rio de Janeiro (RJ)

(21) 2277-5950

contato@jcomcontabilidade.com.br