• Marcelo Camargo

10 dicas para reduzir as despesas da sua empresa.



Olá, Sou Marcelo Camargo, contador, economista e sócio da JCOM Contabilidade. Aqui na JCOM, entendemos que o crescimento da empresa depende de uma gestão consciente, que busque sempre redução de custos desnecessários, para obter capital de giro para investimentos que podem alavancar os negócios. Muitas vezes, a correria do dia a dia acaba desviando a atenção do empreendedor de pontos simples que podem fazer enorme diferença. Por isso elencamos abaixo dez dicas para que você olhe para dentro da sua empresa e verifique se realmente o que está gastando é o necessário para a seu negócio funcionar:

1 – Nos dias atuais a troca de serviço de telefonia é muito simples. Olhe para a sua conta de telefones e internet. O plano que você está usando é o adequado para a sua empresa? Pode ser possível contratar um novo plano mais adequado para a sua demanda. Também dê preferência a planos corporativos, usando o CNPJ da sua empresa, que são geralmente mais baratos. Compare o preço entre as operadoras, faça orçamentos e feche o melhor contrato.

2- Reduza o gasto com energia elétrica. Essa despesa pesou muito no bolso das empresas nos últimos anos com a nova política de cobrança das distribuidoras de energia. Por isso, aproveite a luz solar, mantenha lâmpadas de corredores e salas vazias apagadas, desligue as lâmpadas, computadores e demais aparelhos elétricos ao sair, use o ar condicionado com moderação, mantendo as janelas abertas pela manhã quando a temperatura estiver mais amena.

3- Gaste menos com impressão, criando uma política interna de consciência ambiental. Muito dinheiro pode estar sendo perdido pelo mau uso. Use sistemas que permitam a organização de documentos em nuvem, sem precisar imprimir, inclusive para enviar para o seu contador. Pense nisso!

4- Você pode economizar também com material descartável, como copos de água e café. Porque não incentivar os funcionários a utilizarem copos pessoais? Sua empresa pode até fornecer copos personalizados, que pode ser uma solução criativa e engraçada. Apesar do custo inicial será um bom investimento com a redução dos copos de plástico.

5- Qual a proporção do gasto com aluguel em seu orçamento mensal? Em alguns casos a troca de endereço é possível, pois muitos negócios já são totalmente digitais ou funcionam sem ter que receber o cliente fisicamente. Se é o seu caso, negocie com o proprietário do imóvel, o mercado imobiliário em crise reduziu fortemente os preços dos aluguéis e, caso ele não aceite, cogite a troca de endereço. Verifique também se o seu negócio funciona bem em espaços de CoWorking, que são muito mais baratos e é interessante pelo networking com outras empresas.

6- É essencial controlar o estoque para que se tire a maior produtividade possível. Compras mal feitas podem quebrar a empresa, por manter capital preso no estoque. Treine sua equipe, liste os produtos mais vendidos e compre com consciência.

7- O regime de tributação que você está usando é a ideal para o seu negócio? Converse com o seu contador, simule os gastos do seu negócio nos regimes de Lucro Presumido, Lucro Real e Simples Nacional, e tenha certeza disso. Muitas vezes a escolha do regime de tributação errado pode gerar gastos elevados desnecessários, que podem ser empregados no crescimento da empresa.

8- Antes de contratar algum funcionário analise todas as possibilidades. Ele realmente é necessário? qual o perfil ideal? Fazer uma contratação errada gera custos posteriores com demissões altas e desnecessárias. Se contratar use os três primeiros meses para observar e ter certeza de que o empregado vai satisfazer as necessidades da empresa. Se entender que não aproveite esse tempo para reincidir, o custo é muito menor se feito posteriormente. Outra coisa a levar em consideração é saber se o trabalho a ser desempenhado pelo novo funcionário faz ou não parte da atividade rotineira da empresa. Se for só para atender demanda específica, considere a terceirização ou a contratação de profissionais autônomos.

9 – O método de remuneração do sócio é a mais adequada? Existem algumas maneiras de remunerar o sócio, por isso, fale com o seu contador e escolha a mais adequada ao seu objetivo pessoal e o menor custo possível à empresa.

10 – Talvez a dica mais importante é sobre a administração financeira. Cuide da administração financeira da sua empresa, registre tudo e faça a conciliação bancária diariamente. Pois só tendo os números financeiros corretos é que saberá onde atacar para reduzir as despesas e também medir se suas ações estão surtindo algum efeito. Você pode utilizar ferramentas como planilhas de excel. Nós até já disponibilizamos uma planilha de fluxo de caixa, é grátis pode baixar, clique aqui. Mas você pode também usar as novas ferramentas de sistemas em nuvem. Se quiser conhecer mais sobre nosso aplicativo e-jcom, clique aqui.

Espero ter ajudado, mas se precisar de alguma ajuda, conte conosco. Visite nosso site: www.jcomcontabilidade.com.br e saiba como podemos te ajudar.

#planejamento #controlefinanceiro #reduçãodedespesas #lucratividade #empreendedorismo #contador #escritóriocontábil #RiodeJaneiro #contabilidade #escritóriodecontabilidade

Rua.Senador Dantas, 20 -  sala 904

Centro - Rio de Janeiro (RJ)

(21) 2277-5950

contato@jcomcontabilidade.com.br