• Marcelo Camargo

Plano de Contas: Importância e como elaborar um


Olá, sou Marcelo Camargo, contador, economista e sócio da JCOM Contabilidade. Hoje gostaria de abordar um assunto bastante importante para um processo de gestão financeira eficiente, que é o Plano de Contas.


Criar a estrutura para o funcionamento correto do processo, organizar o tripé, que são o sistema, os processos e as pessoas é fundamental para se ter uma gestão financeira funcionando corretamente. E a elaboração do plano de contas faz parte da perna “processos” e precisa ser feito sempre no início dos trabalhos. Claro, é possível fazer ajustes sempre que necessário, mas o ideal é iniciar um processo de gestão financeira com um plano de contas bem elaborado.


E porque é importante usar um plano de contas?


Ter um plano de contas permitirá registrar a movimentação financeira de forma padronizada, garantindo que os relatórios serão, posteriormente, gerados de maneira correta. Cada conta do plano de contas será uma “caixinha” que iremos colocar dentro todas as operações de mesma natureza.


Por exemplo, imagine que estejamos falando de despesas de energia elétrica. Se em cada mês em que eu for registrar essa despesa ela for realizada de forma diferente, ou seja, no mês x1 “energia”, no mês x2, “conta de luz”, no mês x3, “luz e força” e assim por diante, não será possível elaborar um relatório que demonstre a evolução das despesas com energia elétrica, ou pelo menos não de uma forma simples e automatizada, seja você utilizando um sistema ou em planilha excel.


Portanto, organizar o plano de contas e padronizar os registros gerará um ganho de organização e permitirá a geração de informações úteis para a administração do negócio.

Agora que sabemos a importância de se ter um plano de contas, precisamos entender como elaborar um correto plano de contas.


Para isso, nossa recomendação e criar grupos de contas, onde serão agrupadas as categorias que tem a mesma natureza. A estrutura que recomendamos e que usamos na 6ix, empresa do Grupo JCOM especializada em gestão financeira, segue o a seguinte separação por grupos:


Receitas: Registro de todas as receitas operacionais, ou seja, todas as receitas diretamente ligadas a atividade operacional da empresa. Por exemplo, se estamos falando de uma empresa comercial, criaremos dentro desse grupo a conta de “venda de mercadorias”, ou se for uma prestadora de serviços, criaremos uma conta chamada “serviços prestados”;


Custos: Registramos nesse grupo todos os gastos que estão diretamente ligados à geração de receitas, como compra de mercadorias para revenda, compra de matérias primas, gastos com prestação de serviços, frete, etc., conforme o tipo de atividade que a empresa realize.


Despesas: Nesse grupo deverão ser registradas todas os gastos operacionais da empresa, ou seja, todas as saídas de dinheiro necessárias para manter a empresa funcionando, como energia, aluguel, material de escritório, salários, etc. Deveremos subdividir esse grupo de categorias em:

· Despesas Comerciais: Despesas com vendas e marketing, como comissões e propaganda;

· Despesas Administrativas: Despesas gerais como energia elétrica, aluguel, materiais, etc.;

· Despesas Tributárias: Despesas com tributos;

· Despesas com Pessoal: Despesas com salários e encargos;

· Despesas Financeiras: Gastos financeiros, como juros e descontos concedidos;

· Receitas Financeiras: Entradas líquidas de juros sobre aplicações financeiras e descontos obtidos.


Atividades de Financiamento: Entradas e saídas de operações de empréstimos e financiamentos;


Atividades de Investimento: Entradas e saídas de operações de investimento como compra e venda de imobilizado, por exemplo;


Outras Receitas e Despesas Operacionais: Entradas e saídas de operações que não estão diretamente ligadas à operação da empresa. Por exemplo uma transferência entre empresas do mesmo grupo.


Assim, dentro de cada grupo você deverá criar as categorias (contas), onde serão registradas todas as entradas e saída da empresa, padronizando os registros e facilitando a emissão de relatórios.


Espero que tenha ficado claro, mas se preferir, preparamos um vídeo no canal da 6ix com mais detalhes sobre o assunto, utilizando a tela do nosso sistema para ficar mais clara a compreensão. Se quiser assistir, clique no botão abaixo.



Ah! e se precisar de qualquer informação, estamos sempre à disposição! A 6ix é uma empresa de gestão financeira, do grupo JCOM, com software de gestão em nuvem e equipe de analistas financeiros treinada para fazer todo o processo de um departamento financeiro. Quer saber mais? Entre em contato com o nosso time comercial.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo